Header Ads

Últimas

No Dia do Trabalho inspire-se em empreendedores que faturam milhões

Alguns começaram com pequenas economias, outros na crise econômica. Conheça estas e outras histórias de quem hoje é vencedor

Pensar em abrir o próprio negócio em época de crise pode parecer um pouco assustador, mas por outro lado é uma alternativa, já que está difícil conseguir emprego no Brasil - segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), faltava trabalho para cerca de 26,4 milhões de brasileiros no quarto trimestre do ano passado. O cenário é mesmo preocupante: O número de desempregados cresce e em 2017 ultrapassou os 13 milhões.

Mas não é sempre que um empreendedor tem sucesso logo no primeiro empreendimento. Um exemplo disso é a história de Marco Giroto, fundador da SuperGeeks - primeira e maior escola de programação e robótica para crianças e adolescentes do país, que hoje fatura R$ 15 milhões. Antes de fundar a rede de franquias que conta com mais de 50 unidades, já esteve à frente junto de sua esposa, de quatro empresas que não deram certo.

O conceito da SuperGeeks surgiu em 2012, no Vale do Silício (EUA), onde o casal morava. Lá perceberam que escolas, empresas e políticos estavam se mobilizando para ensinar Ciência da Computação para crianças e adolescentes. Eles então levaram o conceito ao Brasil e em 2014 fundaram a SuperGeeks. Logo de cara conseguiram 40 matrículas para os cursos de programação e então juntaram as economias que tinham - R$ 12 mil apenas, e iniciaram as aulas. Hoje a rede atende mais de 5 mil alunos (entre 05 e 16 anos) que fazem cursos para aprender ciência da computação.

Com o intuito de ficar mais próxima de seu filho, Lucilaine Lima resolveu parar de lecionar biologia para o ensino fundamental e começar a vender bem-casados para ter uma renda extra. Percebendo o sucesso de seus doces, ela pensou em abrir uma casa de chás e bolos caseiros, mas após perceber o aumento na demanda das aulas de doce que dava em casa, decidiu investir em uma escola de gastronomia. O Instituto Gourmet foi criado em 2014 e hoje já é a maior rede de franquias especializadas em cursos profissionalizantes na área de gastronomia.

Criado para os amantes da culinária, o Instituto oferece opções de cursos de curta ou longa duração, com flexibilidade nos horários e foco na interação do aluno. Em 2017, ingressou no franchising faturando cerca de R$ 5 milhões.

Outra história de sucesso, é a de Reinaldo Zanon, que há 13 anos ingressou na Seguralta, empresa de seu pai, que na época estava no vermelho, devendo mais de R$ 300 mil ao banco. O empresário conseguiu reverter a situação e alavancar o negócio familiar. Em 2008, se une ao seu irmão Luis Gustavo Zanon e juntos, assumem o comando da companhia, que logo entra para o franchising transformando-se na Seguralta Franchising.
A marca é hoje uma das maiores corretoras de seguros do país e pioneira em seguros no franchising. No ano passado a empresa atingiu faturamento de R$ R$ 270 milhões.  A Seguralta trabalha com todas as modalidades de seguros individuais e empresariais disponíveis no mercado, além de consórcio e previdência privada. Com 912 franquias em operação, conta com uma unidade na Flórida e outras duas que estão em fase de projeção e montagem.

Outro empresário de sucesso é Clailton Luiz. Sua empresa de eventos gastronômicos, restaurantes e operações, estava quebrando e ele resolveu pedir ajuda para prestadores de serviços que usavam a metodologia de Coaching. O problema não foi resolvido, mas trouxe um insight ao empreendedor que decidiu a partir desta experiência, contribuir com o setor que estava carente de profissionais altamente qualificados. Ele investiu tempo e dinheiro em pesquisas, treinamentos, formação de coaches, até criar uma metodologia inovadora de trabalho para sua própria empresa que ficou saudável em seis meses.
 
Em 2013 nascia a Line Coaching, pioneira no desenvolvimento de pessoas e profissionais. A empresa tem como proposta central facilitar a vida de seus clientes prestando todo o apoio necessário para que aprimorem toda experiência e conhecimento que já possuem, ganhem vivências novas e consigam atingir suas metas. Em 2017, registrou faturamento em torno de R$ 10 milhões. 

A história de Leonilda Sernado Pirola, diretora e fundadora da Spaziale Italiana, rede de franquias de fast food, começou em 2015. Na época ela tinha uma gráfica na cidade de Barretos (SP), mas queria alçar novos rumos e ter maiores desafios. Como sempre gostou de cozinhar e teve interesse também por empreendimentos no ramo alimentício, abrir um restaurante foi a primeira coisa que pensou.
 
A rede de massas italiana promete pratos prontos em até 3 minutos, com um grande diferencial: além de trabalhar apenas com ingredientes frescos, o cliente fica a vontade para preparar cada detalhe do seu prato, escolher o seu refogado, acompanhamentos, molho e condimentos. Tudo isso, com um tempero especial de Pirola, que é receita de família.

“Nós temos que nos orgulhar muito por estarmos crescendo no mercado de franquias. Muito ainda precisa ser feito, mas o início já foi dado”, afirma Leo, que hoje fatura $ 1,2 milhão com sua rede, que conta com 4 unidades.
  

Marlon e Gabriel Ventura eram bancários e todos os dias pediam marmitex no horário do almoço. Até que um dia ficaram cansados, pois sempre tinha algo que não agradava: o gosto, a bagunça da marmita quando chegava, o talher que na primeira garfada quebrava.
Para fugir da rotina, muitas vezes eles pediam comida chinesa. A comida vinha cortada e fresca e ficava fácil de guardar para comer depois, além de a embalagem ser prática e higiênica. Foi aí que veio a grande sacada: porque não criar uma opção diferenciada na caixinha? E assim os testes se iniciaram em 2012, os irmãos Ventura investiram R$ 60 mil reais em um espaço para preparar as refeições e fazer as entregas. Eles montaram um cardápio com 16 pratos diferentes que estão disponíveis todos os dias, além de três tipos de salada. Entre as opções estão galinhada, feijoada, virado e costelinha.

Em 2015 resolveram entrar para o mercado de franquias. Hoje, a unidade piloto da Mineiro Delivery fica em São José do Rio Preto (SP). Lá são comercializados mais de 220 boxes por dia e o faturamento gira em torno de R$ 70 mil por mês. A rede pretende chegar as 200 unidades comercializadas até o fim de 2018 (Delivery e Fast), ultrapassando o faturamento de 35 milhões.

A história de José Roberto Campanelli começou quando o empresário não encontrou uma profissional diarista para trabalhar em sua casa quando mais precisou.
“Pedimos para amigos, parentes e vizinhos à indicação de uma diarista que pudesse fazer serviços em minha casa, mas ninguém tinha um nome para recomendar. Achei um absurdo ter essa dificuldade em uma cidade com mais de 400 mil habitantes”, afirma o empresário.
Intrigado com a falta de profissionais, José Roberto procurou empresas que fizessem diárias em residências, mas só encontrou grandes limpadoras, o resultado negativo nas buscas e o embasamento em diversas pesquisas de mercado mostrou o retrato real do trabalho doméstico no Brasil e suas tendências, eram o que o empreendedor precisava para embarcar em um novo negócio. 
E assim em 2011 nasceu a pioneira Mary Help Diaristas e Mensalistas, agência com profissionais para limpar, faxinar, lavar e passar roupas, cozinhar, cuidar de idosos, babás, entre outros serviços. Além de agenciar diaristas, as unidades fazem processos seletivos de empregados mensalistas e também a terceirização de mão de obra destes profissionais. 


A Mary Help fechou o ano de 2017 com mais de 70 franquias em operação, e com faturamento R$ 24 milhões e pretende conquistar 20 unidades até o final do ano.