Header Ads

Últimas

Chocolateria Brasileira pretende chegar a 400 lojas nos próximos 10 anos


Franquia de chocolates finos anuncia plano de expansão para todas as regiões do país na próxima década

Sob o comando de Christian Neugebauer, herdeiro de uma família que há 115 anos atua no segmento de confeitaria e chocolates, a Chocolateria Brasileira pretende ultrapassar a casa de 400 unidades no país nos próximos 10 anos. As principais regiões de interesse para expansão incluem as pouco exploradas nesse segmento de chocolates, como Norte e Nordeste. Contudo, a projeção segue agressiva também para o Sudeste do país, onde a rede espera abrir mais de 240 unidades, mais da metade da projeção nacional.

Com o sangue doce da família e a visão de reconhecer o potencial do puro cacau brasileiro, Neugebauer, após assumir a rede em 2017, reformulou todo o negócio com a proposta de trazer ao mercado nacional produtos finos e desenvolvidos com matéria prima de altíssima qualidade. O herdeiro e chocolatier criou uma nova identidade e investiu na verticalização da fábrica, capaz de suprir toda a cadeia produtiva, respeitando os agricultores locais e usando ingredientes nacionais.

Hoje a rede oferece um mix de barras, trufas e bombons, embalados individualmente ou em kits, como em leiteiras, canecas e caixas. Em épocas festivas, como Natal e Páscoa, entram em cena os chocotones e ovos, dando um ar ainda mais doce às lojas. Agregando com outra paixão nacional, a rede guarda a sete chaves a receita do café, que é capaz de arrancar suspiros do mais distraído consumidor. Atualmente, a franquia tem seis unidades próprias, localizadas em Alphaville/Barueri, Itatiba e na capital de São Paulo, e mais 21 lojas franqueadas nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Sul. 

O investimento em um paladar cada vez mais exigente e sofisticado se uniu perfeitamente ao plano de expansão por franqueamento, a rede pretende atingir a marca de 30 unidades abertas até o fim deste ano e faturar 8 milhões de reais, acima do faturamento de 7 milhões de reais obtido no ano passado. E para quem acredita na rentabilidade deste negócio, a Chocolateria Brasileira disponibiliza quatro modelos: a loja padrão, o quiosque com ou sem cafeteria e a Chocobag, (home-based). Os valores de investimento variam entre 40 mil até 195 mil, e a partir de 3 mil para Chocobag, que pode render até 5 mil reais de faturamento. Já para os modelos tradicionais, o faturamento médio é de até 67 mil reais.