Header Ads

Últimas

Suporte ao franqueado é aliado do Brasileirinho Delivery para manter padrão de qualidade



Rede oferece equipe com mais de 30 especialistas, como arquiteta e nutricionista

Por: Redação

A grande sacada de investir em uma franquia é obter todo o modelo de negócio pronto e receber constantemente orientações corretas de como gerenciar a operação. Esse suporte especializado oferecido pela marca é o que faz a diferença para o sucesso do investidor! Tanto que, entre as empresas, as franquias tem a menor taxa de mortalidade e oferece segurança até mesmo para os inexperientes.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), só cinco a cada cem franquias abertas fecham até o segundo ano de operação. O número representa uma taxa de mortalidade em torno de 5% em 24 meses. De acordo com um estudo do Sebrae elaborado em 2016, entre as empresas comuns, o índice de mortalidade é de 23%. Ou seja, a cada cem empresas abertas, 23 fecham até o segundo ano de funcionamento.

Se o prazo for estendido, o número é ainda mais significativo. Na avaliação da ABF, com base nos estudos do Sebrae, a cada 100 empresas que abrem, pelo menos 75 fecham antes de completar 10 anos. No franchising, a cada 100 franquias abertas, apenas 15 encerram suas operações no mesmo período.


Do marketing à nutricionista

Desde 2014 no franchising, o Brasileirinho Delivery aposta no suporte como um dos principais diferenciais competitivos no mercado e como item primordial para manter o padrão de qualidade entre todas as unidades. Todos os anos a franquia aprimora seus profissionais e todas as lacunas que preenchem essa frente. Após quatro anos de existência, já são dez departamentos internos e mais de 30 especialistas para garantir total estrutura e auxílio aos franqueados. Faz parte do time: consultoria, marketing, nutricionista, arquiteta, corpo jurídico, e-commerce, implantação e operações.

Jhonathan Ferreira, diretor presidente da marca, conta que o suporte é bem abrangente. O franqueado passa por constantes, treinamentos, recebe diversos manuais, participa de cursos e auditorias externas, e tem até mesmo à disposição o auxílio de uma arquiteta para o projeto da sua unidade (interno e externo) e o acompanhamento de uma nutricionista para preparação dos pratos.

O primeiro passo tem início na fase de testes. Neste momento, o franqueado é convidado a fazer um treinamento inicial na unidade piloto que fica em São José do Rio Preto (SP). Com isso, ele vivencia uma experiência real do negócio, “com as dores, problemas e dificuldades do dia a dia de toda a rede, como também o sucesso em lançamentos, vendas etc”, comenta. 

Enquanto o franqueado fazer parte do time, ele terá durante toda a operação o apoio da equipe à disposição, seja para sanar eventuais dúvidas ou caso precise de dicas sobre estratégias de marketing, por exemplo. Também faz parte desse processo a “reciclagem”, que acontece quando o franqueado está com alguma lacuna ou déficit de conhecimento sobre a gestão operacional de sua franquia, e ainda nos momentos em que a franqueadora deseja atualizar informações pertinentes ao negócio. Neste último caso, pelo fato de a marca estar em constante evolução, assim que formatadas as informações, é enviado um comunicado aos franqueados para que os mesmos se adequem conforme orientação, respeitando assim todos os cronogramas, utilizando-se de áudio conferência, suporte digital (ticket) e e-mails para estar em conformidade com os direcionamentos da franqueadora.

Vale lembrar que o suporte online é full time, mas quando necessário a consultoria é in loco; e quando é assim, a franqueadora disponibiliza um ou mais profissionais para identificar quais gargalos existem na operação e assim disseminar os empecilhos que estejam comprometendo o sucesso da franquia.

 
Suporte garante padrão de qualidade

Ferreira assegura que essa estrutura mantém um padrão de qualidade na limpeza, preparos e organização de todos os ambientes da cozinha de cada unidade, do estoque, atendimento e praça de alimentação.

“Com muitos empresários de cidades e culturas distintas, o suporte em uma rede de franquias é a maneira de manter o padrão e fazer com que essas diferenças de entendimento de um modelo de negócio que cada franqueado possa ter, seja focado em apenas um caminho. Isso é franchising! O suporte é o que garante e mantém a confiança de tantos franqueados como é no nosso caso. Eles tem segurança em fazer aquilo o que a franqueadora orienta; seja o lançamento de novo sabor, uma campanha, uma ferramenta e até o uso de um novo insumo ou ativação de um parceiro. O suporte garante que todos, ao mesmo tempo, sigam as orientações. E com isso, a marca ganha força, o franqueado cresce o e cliente final, mesmo sem saber ou viver o suporte que a rede tem, é o mais beneficiado”, finaliza.

Sobre o Brasileirinho Delivery

Criada em 2013, o Brasileirinho Delivery é uma empresa que oferece comida típica brasileira no box. Inserida no franchising em 2014, a marca conta com mais de 100 unidades (distribuídas pelo Brasil) e caiu no gosto do brasileiro ao proporcionar uma experiência inusitada pela forma de apresentação do alimento e extremamente saborosa, por utilizar produtos frescos e de qualidade. Com dois modelos de negócios: Express, modalidade que comporta o formato delivery; e a franquia Full, no qual proporciona uma área para o cliente se alimentar no local, o Brasileirinho exige investimento de R$120 mil e R$150 mil, respectivamente. No cardápio, são mais de 30 sabores entre opções tradicionais, massas, premium, saudáveis e veganas.