Header Ads

Últimas

Com retorno financeiro rápido, franquias educacionais são alternativas a épocas de crise

Gerente de expansão da maior plataforma de educação do setor explica os principais pontos positivos em investir nesse modelo de negócio

*Por: Redação

Nenhuma economia, por mais sólida que seja, está livre de recessos econômicos. Em meio a momentos de baixo crescimento, é natural empreendedores buscarem alternativas para seus negócios prosperarem. Nesse sentido, o setor de franquias, cujo último levantamento apresentou crescimento em faturamento superior a 7%, surge como uma alternativa de investimento mais segura.

Camilo Carvalho, gerente de expansão da MoveEdu, maior plataforma edtech – education techonology – do país, aponta as vantagens de um dos ramos do setor que tem operado melhor nos últimos anos: o de educação.

Ameaça e oportunidade

Dos jovens do país entre 14 e 29 anos, mais de 7 milhões estão desempregados, de acordo com levantamento do IBGE. Já os "nem-nem", jovens que não trabalham e não estudam, representam 23% do número total da faixa etária incluída no último levantamento feito pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Analistas já apontam para a perda de uma geração, que chegará desqualificada para suprir a demanda após a retomada econômica.

"Atuamos em três frentes cruciais na qualificação da nova geração para o mercado de trabalho: o apoio escolar– em especial de português e matemática -, o ensino de inglês e a educação profissionalizante, hoje um trampolim para jovens conseguirem emprego", explica o gerente.

"O Brasil corre o risco de não conseguir atender às demandas de emprego – sejam as atuais ou futuras, quando a economia se reaquecer. Mas ao oferecer um serviço de educação mais acessível e rápido, esse problema pode ser sanado. Podemos superar essa ameaça aproveitando uma oportunidade que o setor oferece", explica.

Mercado menos oscilante

Outro ponto a favor das franquias do setor de educação é a sua relativa capacidade de oscilar menos frente a instabilidades políticas e econômicas, que tendem a afetar o mercado como um todo com cortes, de pessoal ou investimento. As franquias acabam se favorecendo nesse cenário, pois profissionais desligados de empresas buscam novos cursos de especialização para se reinserir no mercado.

"Nas franquias educacionais, a oscilação tende a ser menor na comparação a outras áreas. Além disso, outros mercados vivem de modas, tendências momentâneas. No caso da educação, isso não existe: ela é necessária sempre", comenta Camilo.

Retorno rápido

Outra grande vantagem das franquias é o retorno que estas, quando bem geridas e operando em plena capacidade, tendem a dar ao franqueado. "Franquias têm a característica de começarem a funcionar com baixo investimento inicial e propiciarem alta margem de lucratividade. No caso da MoveEdu, esse rendimento pode variar de 25% a 40% ao mês, números acima de outros investimentos do país", explica.

Sobre a MoveEdu: a MoveEdu detém as maiores redes de cursos profissionalizantes do Brasil: Prepara Cursos, Microlins, People e SOS. Com mais de 30 anos de experiência no setor, 500 mil alunos ativos e milhões formados e cerca de 1,2 mil unidades no país, as marcas oferecem mais de 90 opções de capacitação profissional em diversas áreas. A MoveEdu também detém as marcas Programas Educacionais Ensina Mais Turma da Mônica, hoje uma referência em complemento escolar de Português, Matemática, Inglês, Robótica e Informática no Brasil, e as recém-lançadas marcas de idiomas English Talk, focada em inglês para adultos e a Pingu's English, escola internacional de inglês para a primeira infância. Com a aquisição da plataforma Prospere ITB, em dezembro de 2018, a MoveEdu passou também a ofertar mais de 200 cursos de Ensino à Distância (EAD), todos aprovados pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). A MoveEdu tem a tecnologia em seu DNA. A metodologia adotada pelas suas marcas é o ensino híbrido, que une o melhor da tecnologia da educação, como aulas digitais interativas e ensino inteligente individualizado, com o acompanhamento de educadores em atividades face a face, permitindo que o aluno desenvolva suas habilidades no seu ritmo e com alto desempenho.