Header Ads

Últimas

Menos de 1% do tempo que dedica ao trabalho para suas finanças é mais do que suficiente


*Por Ricardo Maila

É comum ouvirmos de nossos futuros clientes: "eu não tenho tempo para conseguir me planejar e sair das dívidas"; "não sei investir e isso irá me consumir muito tempo"; "trabalho tanto e não consigo juntar dinheiro".

E o ponto mais comum que encontramos dentre todos ele não é a falta de tempo e sim, ter motivação, estabelecer prioridades e conseguir enxergar que é capaz de atingir os resultados. 

Primeiro vamos falar sobre o tempo em números, um brasileiro trabalha em média 160 horas por mês e ainda consome ao menos mais duas horas e meia para locomover ao trabalho, almoçar no horário do trabalho, se arrumar para ir a labuta etc. Arredondando, dedicamos por volta de 200 horas para produzir nossos ganhos. 

E a pergunta que muitos me fazem é: "Quanto tempo devo devo dedicar para conseguir evoluir minhas finanças?" . Resposta: "Não mais que duas horas por mês no primeiro ano e depois de pegar o jeito, algo de 1 hora por mês. E é isso mesmo! com menos de 1% do tempo que dedica ao trabalho você poderá justifi car as 200 hs com resultados e deixar a inércia de não salvar, dos investimentos não tão eficientes ou pior, das dívidas. 

As primeiras horas precisará dedicar sobre como se organizar e planejar, definir limites de consumos e metas de salva. De um modo geral, ao longo de um ano não gastará mais de 20 horas para definir um meio de salvar dinheiro. Afinal, para produzir dinheiro, umas das variáveis é ter dinheiro. 

Após conseguir criar um planejamento, rotina e disciplina para salvar será preciso aprender sobre investimentos. E não estamos falando de coisas mais complexas como ações. E sim, sobre dominar muito bem renda fixas (investimentos mais simples e conservadores) e os fundos de investimentos (deixar um fundo gerir parte do seu patrimônio). De um modo geral, não é preciso dedicar mais que 12 horas iniciais de aprendizado para ter um relativo bom conhecimento e segurança no que está fazendo. E posteriormente, manter todos essas evoluções, desde a organização até a sua carteira de investimento, dificilmente precisará de olhar mais de uma vez ao mês, por mais tempo que 1 hora. 

Quem consegue avançar em todos esses pontos, consegue primeiro salvar dinheiro, e após isso, consegue mais que triplicar os ganhos ao longo da vida com as rentabilidade de aplicações ainda conservadoras.

Nesse artigo não quero detalhar como fazer os passos e sim, explicar que você produzirá grandes atalhos na vida simplesmente dedicando menos de 1% do tempo que gasta trabalhando; gerando muito maior resultado e vivendo com uma maior sensação de segurança. É ou não é um bom motivo para se dedicar sobre?

*Ricardo Hiraki Maila é administrador, pós-graduado em gestão financeira pela FGV e pós-graduado em gestão de negócios pelo Mackenzie. Trabalhou por mais de cinco anos como diretor de planejamento e financeiro de um grande grupo do Brasil. Fundou a Plano Consultoria há dois anos, empresa de consultoria de finanças pessoais, que hoje conta com 20 colaboradores. Para saber mais, acesseplanofp.com.br/ ou pelas redes sociais @planofp.