Header Ads

Últimas

Com modelo de negócio mais enxuto, Arena Baby reduz de R$250mil para R$159mil o investimento inicial e mantém lucratividade do franqueado


Com 4 anos no mercado, a rede que reinventou o brechó cresceu 900% e hoje fatura R$6,6 milhões ao ano

*Por: Redação

Em 2015, após voltarem de uma viagem para o exterior, os irmãos Flávio Thenório e Giovanna Domiciano, resolveram abrir a primeira loja para bebês no formato ganha-ganha. O conceito é que os clientes levem produtos que seu filho ou parente não utilize mais e gere crédito na compra de outros produtos da loja.

A inspiração para a criação da Arena Baby veio das famosas Garage Sales, uma tradição bastante conhecida nos EUA, onde os moradores selecionam produtos quase novos ou nunca usados e os vendem por um valor mais baixo que os de mercado.
“Nós percebemos que nos EUA, o produto seminovo tem valor e um grande mercado de consumo. Com isso concluímos que no Brasil não seria diferente”, comenta Flávio Thenório.
A loja começou virtualmente e logo os fundadores perceberam que havia um potencial diferente para o empreendimento. Em janeiro de 2015 eles fundaram a primeira loja com 51 peças, entre roupas, calçados e acessórios e apenas uma mesa, uma cadeira e um computador, além de algumas prateleiras. “Tudo era seminovo, acho que nosso investimento inicial não deve ter sido maior do que R$ 3.000,00”, comenta.

Em 2016 a Arena Baby ingressou no franchising e após 2 anos, percebeu que era possível fazer alguns ajustes para tornar o negócio mais atrativo para o potencial franqueado. “Hoje nosso investimento inicial passou de R$250 para R$159 mil e o faturamento continua sendo o mesmo para os franqueados, os ajustes foram ótimos para atrair novos investidores”, comenta.

 A rede é atrativa tanto para investidores quanto para o consumidor final, pois a maior parte dos produtos à venda são 40 a 70% mais barato que nas lojas convencionais. As peças passam por uma avalição minuciosa, onde será verificado se há manchas ou qualquer outra avaria. Também é possível encontrar produtos novos na loja e todos eles são identificados por tags recicláveis.
“Nos preocupamos muito com a preservação do meio ambiente, em diversos detalhes. Evitamos sacolas plásticas, utilizamos tags recicláveis, além claro que ao reutilizar as peças e deixar novos produtos na loja, o cliente também estará ajudando uma outra família que estará comprando item de qualidade com valor bem abaixo do mercado”, explica Flávio.
Segundo a Pesquisa Trimestral da Associação Brasileira do Franchising, o setor de moda infantil contou com um crescimento de 4% redes em funcionamento no segundo trimestre deste ano, chegando a um faturamento de 4,868 milhões de reais, um crescimento de 3,9% em relação ao ano passado. Hoje, a Arena conta com 09 franquias e um faturamento de R$ 6,6 milhões anual. A expectativa é que em cinco anos a rede já possua 147 lojas espalhadas pelo país.

Sobre a Arena Baby

Pioneira no consumo consciente de roupas de bebês e crianças, a rede Arena Baby, criada em 2015, entrou para o franchising no final de 2016. A loja de brechó infantil traz um conceito onde o cliente leve os produtos que o seu filho já não usa mais e venda por dinheiro ou por crédito na loja, para a compra de outros produtos que necessitar no momento. Além de encontrar produtos Quase Novos e Nunca Usados, de 40 a 70% mais baratos do que os mesmos produtos em lojas convencionais.