Header Ads

Últimas

Dia do Irmão: Conheça dois cases de sucesso de empresas que surgiram e cresceram a partir de ideias de irmãos empreendedores



*Por: Redação

No dia 5 de setembro é comemorado o Dia do Irmão. Quando falamos dessa relação, pensamos em cumplicidade, aprendizado, compromissos e ideias. Empreender com irmãos pode ser positivo de diversas formas, afinal, estar em família é conhecer e apoiar as decisões e dedicar para o crescimento de ambas as partes.

Como, por exemplo, aconteceu com Flávio Thenório e Giovanna Domiciano, que em uma viagem de férias para os EUA, tiveram a ideia de abrir seu próprio negócio no setor infantil, após observarem as “Garages Sales”, uma tradição bastante conhecida nos EUA (trata-se de uma feira de garagem onde os moradores selecionam os produtos seminovos ou novos que não utilizam mais e os vendem por valores mais baixos que os de mercado).

Quando os dois retornaram ao Brasil, ficaram pensando em como aplicar e colocar em ação a ideia. Foi então que decidiram inovar e abrir uma loja no estilo ganha-ganha com produtos infantis de diversos estilos, desde roupas até carrinhos de bebê. A inovação seria que no mesmo espaço fossem vendidos produtos pouco usados e novos de fábrica.

Com o auxílio essencial da mãe da dupla, surgiu a Arena Baby, com foco principal em consumo consciente e reuso com estilo, onde os clientes levam as peças que os filhos de 0 a 8 anos não utilizam mais, em perfeitas condições, e geram créditos para troca de outros itens.

A rede fatura em média R$6,6 milhões por ano, com as nove unidades. “Acredito que
depois que começamos a empreender juntos, harmonia e admiração só aumentaram. Sabemos que precisamos um do outro para que tudo funcione bem, então, partimos de um princípio fundamental que é o respeito e comprometimento com os negócios, fazemos as coisas darem certo. E isso não significa que não tenhamos conflitos. Eles são necessários para o negócio andar, pois concordar o tempo todo não é saudável”, comenta Flávio.

Para quem deseja iniciar um negócio entre irmãos, os resultados podem ser extremamente positivos para ambos os lados, pois todos compartilham os mesmos sonhos, tendo a mesma base. Claro que durante essa experiência pode ocorrer situações adversas, mas com a necessária disciplina, os resultados serão extraordinários.

Já o caso dos irmãos Zanon, a união de ambos ajudou salvar a empresa da família. Quando Reinaldo e Luis Gustavo Zanon assumiram a Seguralta, a empresa operava em um déficit de R$ 300 mil reais e a sucessão foi feita no momento exato, pois hoje a rede faz parte de uma holding que fatura mais de R$ 400 milhões por ano.

“Nem sempre herdar uma empresa é fácil, tem que saber se adaptar e inovar para continuar em pleno crescimento. Entrar para o franchising nos rendeu novos ares e fez a empresa expandir”, relata Reinaldo Zanon.

Os números da Seguralta não negam como a entrada para o setor de franquias deu certo. A marca é hoje uma das maiores corretoras de seguros do país e pioneira em seguros no franchising. Com mais de mil unidades no Brasil, deverá somente neste ano comercializar 300 novas franquias. Em 2018 saltou da 17ª para 12ª na posição entre as maiores redes de franquias do Brasil, conforme a ABF e registrou um aumento de 40% em relação ao ano anterior, finalizando o ano com um faturamento de R$ 300 milhões somente com a venda de produtos.

“Nosso maior desafio foi começar a delegar mais. Éramos muito centralizadores e sentíamos dificuldade de transferir funções. Acontece que todo bom líder tem que confiar em sua equipe, sem fazer isso, ele não tem tempo para se dedicar a outras tarefas e o negócio não anda. Ao delegar tarefas, houve uma troca de confiança muito grande e com o tempo conseguimos mostrar que não estávamos lá apenas por sermos filhos do dono”, comenta Reinaldo.

Atualmente o Grupo Zanon detém cinco marcas: Seguralta, Los Mex, Derma Nail, Bionatus e Segcredi. Juntas essas empresas somam mais de 1.400 franqueados em todo o país e um faturamento de cerca de R$400 milhões.

Hoje pais de família e herdeiros de um império que fatura milhões, os irmãos Zanon provam que receber um legado por si só não é garantia de sucesso. “Tudo isso que temos hoje é resultado da soma de experiências, inovação, confiança entre colaboradores, empenho, dedicação e principalmente da consciência de que é necessário saber conquistar o seu espaço com competência”, finaliza Reinaldo.