Header Ads

Últimas

Proximidade entre franqueador e franqueado pode ser vantajosa e lucrativa

Torteria Haguanaboka, rede de franquias do interior de São Paulo, aposta em encontros e ações constantes para engajar ainda mais os parceiros franqueados

Por: Redação

Ao procurar uma franquia para investir, o empreendedor busca por um modelo já testado e, geralmente, por uma marca consolidada no mercado que ofereça acima de tudo credibilidade e segurança. E, vale o questionamento do quão vantajosa e lucrativa pode ser estreitar o relacionamento entre franqueador e franqueado. "Todo o cuidado, atenção e acolhimento que temos com os nossos parceiros é fundamental, pois, são eles que constroem o caminho de sucesso da marca", afirma Valéria Verdi, proprietária da Torteria Haguanaboka, rede pioneira na fabricação de tortas doces e salgadas no Brasil que nasceu em São José dos Campos, interior de São Paulo.

É normal que, no começo, o empreendedor se sinta perdido, sem saber muito bem o que fazer e, mesmo com muito treinamento, não consiga lidar com situações adversas no dia a dia de empresário. Essa proximidade propicia um auxílio rápido, constante e evitar deslizes ou prejuízos para ambas as partes. Valéria e sua equipe vão às unidades pelo menos duas vezes por mês e mantêm um contato frequente, seja por video, WhatsApp ou e-mail, para manter os franqueados mais seguros e tranquilos. "Temos franqueados que já foram ligados à outras redes e elogiam muito essa nossa proximidade e atenção", reforça.

A marca existe há quase 29 anos, mas, o processo de expansão por meio de franquias se deu apenas em 2016. Atualmente a rede conta com seis unidades franqueadas, sendo quatro em São José, uma em Taubaté e outra em Mogi das Cruzes. E, apesar de contar com uma equipe de expansão, a Valéria não abre mão de participar das visitas periódicas às lojas e de fazer reuniões de alinhamento com os franqueados. "É no dia a dia que o franqueado consegue perceber que você não está ali só para receber royalties, você realmente se importa com o sonho dele de empreender, de ter o próprio negócio, quer que tudo funcione em sintonia e realmente dê certo", reforça a empresária.

Essa relação também pode ser uma ótima estratégia para o aproveitamento de novas ideias e melhorias que podem ser aplicadas imediatamente em benefício de todos. "Se algo está dando errado e pode ser aprimorado, já tratamos do assunto na hora e se fizer sentido, replicamos rapidamente às outras unidades. Os franqueados não se sentem apenas donos de uma loja, mas parte de algo muito maior, todo o legado que queremos deixar com nossos produtos e marca", finaliza a empresária.

A Torteria pretende expandir para cidades com até 400 km de distância de São José dos Campos. As cidades com mais de 300 mil habitantes e grandes centros urbanos, como São Paulo e Grande São Paulo, Campinas e região, Ribeirão Preto e entorno, além de cidades do Sul de Minas, são algumas das que possuem potencial para receber a franquia. Valéria não descarta também uma possível expansão para o estado vizinho do Rio de Janeiro.