Header Ads

Últimas

10 franquias que devem bombar com a retomada da economia em 2020

Segundo especialistas, ano será marcado pela expansão dos setores ligados ao consumo, como alimentação, entretenimento, beleza e estética, vestuário e calçados

Por: Redação

Os economistas estão otimistas sobre o desempenho da economia brasileira em 2020. No último Relatório de Mercado Focus, a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país subiu de 2,08% para 2,17% – quatro semanas antes, estava em 2%.

“Iremos crescer, e as pessoas irão acelerar o consumo. A dúvida já não é sobre isso, mas sobre se teremos infraestrutura capaz de acompanhar o crescimento que está por vir”, projeta o CEO da Goakira Consultoria e Gestão de Rede de Negócios, José Fugice. “Acredito que os principais setores a sentirem esta mudança são os ligados diretamente ao consumo.”

Segundo o consultor, a redução paulatina do nível de desemprego no país deve fazer girar a roda da economia como um todo. “O crescimento gera empregos. Empregos geram renda. E a renda gera o consumo”, explica Fugice. “Setores como alimentação, entretenimento, beleza e estética, vestuário, calçados, etc., tudo o que as pessoas tiveram que abrir mão nos últimos anos, tende a ter uma rápida retomada.”

Um dos maiores especialistas em gestão de negócios do país, cofundador do MeuSucesso.com e autor dos livros Vendas 3.0, Gestão do Amanhã (lançado em 2018 e já na 9ª edição) e o recém-lançado O Novo Código da Cultura, Sandro Magaldi avalia que a queda na taxa de juros tornou viável uma série de iniciativas que estavam “dormindo” porque “era muito mais seguro deixar o dinheiro rendendo em aplicações” do que colocá-lo na economia.

Por essa razão, dizem os especialistas, 2020 desenha-se como um ano muito mais propício para apostar no negócio próprio do que para aplicar no mercado financeiro. “É o momento certo para empreender, porque o retorno do investimento tende a ser maior do que em aplicações”, projeta Magaldi. “E o franchising é uma excelente forma de empreender, pois quem deseja comprar uma franquia tem uma taxa de juros muito mais favorável”.

José Fugice, CEO da Goakira, completa: “O dinheiro parado no banco não rende como antigamente. Não faz sentido. Quem quiser fazer o seu capital render, terá que empreender”, garante o consultor. “Para marinheiros de primeira viagem, contar com a experiência e o suporte das redes de franquias pode ser determinante no sucesso do seu empreendimento”.

Conheça 10 redes para empreender:

VAREJO
Aplicativo Taki – Uma espécie de “Rappi do Interior”, o aplicativo Taki tem como objetivo levar aos municípios pequenos e médios as facilidades trazidas às metrópoles por plataformas como Rappi, iFood e Uber Eats. O app oferece a quem empreende a inovação de uma startup e a segurança do franchising. Para tornar-se franqueado em localidades com até 50 mil habitantes, o investidor paga o valor de R$32.648 mil. Em municípios com mais de 50 mil (e até 100 mil pessoas), o valor é de R$42.400 mil. E para cidades com mais 100 mil (e até 150 mil), a taxa é de R$ 58.612 mil. Em contrapartida, o investidor recebe 50% das comissões referentes às vendas realizadas em sua área.

ALIMENTAÇÃO
Patroni – Maior rede de pizzarias do Brasil, o Grupo Patroni conta atualmente com 215 lojas – incluindo unidades próprias e franqueadas –, em 20 Estados brasileiros. Por três vezes, a rede foi escolhida a melhor franquia de alimentação do Brasil. O valor para a abertura de uma unidade franqueada é a partir de R$ 145 mil, o faturamento médio mensal varia de R$ 45 mil a R$ 280 mil com lucro médio de 15%. O retorno do investimento acontece entre 18 a 24 meses.

Gua.co – Com a agilidade do fast-food e a qualidade e o ambiente do casual-dining, o GUA.CO tem como foco produzir comida saudável e fresca por um preço acessível e, após passar a integrar a SMZTO Holding de Franquias, ingressou no franchising. Fundada em 2016, em Campinas, a cerca de 100 quilômetros da capital paulista, a marca conta com duas unidades, que juntas faturaram cerca de R$ 6,5 milhões em 2018. Para 2019, a projeção de faturamento total é de R$ 7,5 milhões.

Joy Juice – Focado no conceito fast casual – alimentação de qualidade, ambiente agradável e sem serviço de garçom na mesa –, a rede de restaurantes Joy Juice oferece sua comida saudável e saborosa. Até 2019, a rede pretende abrir cinco unidades. Os valores para investimento são de R$ 550 mil (delivery), R$ 700 mil (loja pequena, com 250 metros quadrados) e R$ 950 mil (loja grande, com mais de 300 metros quadrados).

SAÚDE E BEM-ESTAR
OrthoDontic – Maior rede de franquias especializada em ortodontia no país, a OrthoDontic já conta com mais de 220 unidades espalhadas por 19 estados brasileiros. O investimento inicial para a abertura de uma unidade da marca é de R$ 270 mil. O faturamento médio da clínica chega a R$ 200 mil. A oportunidade é para dentistas e empreendedores de outras áreas.

VESTUÁRIO
Hope - Há mais de 50 anos no mercado, a HOPE é líder e referência no segmento de moda íntima no Brasil. É uma das primeiras marcas de lingerie do país e surgiu com a simples e ambiciosa proposta de transformar a vida das mulheres. O Grupo HOPE engloba três grandes marcas brasileiras: HOPE, HOPE Resort e Bonjour Lingerie.

Kyly - Fundado há 34 anos de fundação, o Grupo Kyly produz confecções de alto valor agregado para os mais exigentes mercados. Por ano, a indústria produz cerca de 18 milhões de peças de suas cinco marcas: Kyly, Nanai, Milon, Amora e Lemon. Em julho, a empresa abriu a 50ª unudade franqueada da marca Milon. O investimento aproximado para a abertura de uma loja da marca é a partir de R$ 250 mil, com retorno de investimento de 24 a 36 meses. 

ESTÉTICA
Mais Top Estética - Empresa criada em Cruzeiro, no Interior Paulista, em 2016, a Mais Top Estética ingressou no franchising no ano seguinte. Franquia de estética com a tecnologia mais avançada do mercado, utilizando técnicas e equipamentos inovadores e economicamente acessíveis, em 2019 a rede passou a figurar entre as empresas aceleradas pela 300 Franchise, saltando para um total de 40 unidades pelo país – a maioria ainda está em implantação. O investimento aproximado para a abertura de uma loja da marca é a partir de R$ 160 mil, com retorno de investimento de 18 a 24 meses.

EDUCAÇÃO
Vox2You – Escola de oratória fundada em 2015 em Cravinhos, no Interior Paulista, a Vox2You já formou mais de 10 mil alunos em quatro anos. Hoje, a empresa mantém mais de 20 escolas de oratória espalhadas pelo Brasil. O investimento para abertura de uma franquia é de R$ 180 mil, com retorno estimado em 15 meses. 

ENTRETENIMENTO
Viva Eventos – Em oito anos em operação no sistema de franchising, a rede Viva Eventos já conta com quase 50 mil clientes ativos. A empresa, primeira franquia de formatura do Brasil, possui 24 unidades em cinco estados – incluindo as respectivas capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Porto Alegre). Até 2023, a meta é atender as 500 maiores cidades do país através de 80 franquias. Para investir no negócio, o interessado precisará dispor entre R$ 190 e R$ 500 mil, valor que engloba taxa de franquia, adequação do ponto comercial, móveis e acessórios, equipamentos eletrônicos, materiais de escritório, marketing, inauguração e capital de giro. O faturamento médio mensal é de 50 mil a 200 mil reais.