Header Ads

Últimas

Empresária abriu mão da licença maternidade para abrir rede de franquia de frango frito



Nascida no Espirito Santo, o N1 Chicken já possui 123 unidades comercializadas e um faturamento de R$ 18 milhões

*Por: Redação

Manejar a carreira profissional com a maternidade é sempre um desafio. A chegada de um bebê à vida de uma mulher muda completamente a rotina em todos os aspectos, incluindo a carreira. E quando esse momento acontece exatamente quando ela está no auge da carreira ou mesmo implantando um novo negócio? Como organizar a rotina com tanta novidade?

Quando Luciana Sarres decidiu juntamente com mais quatro amigos abrir a rede de franquias N1 Chicken, ela não imaginava que a família iria aumentar no mesmo momento, pois descobriu que daria luz ao seu terceiro filho. Ela já era mãe de dois meninos de 11 e 20 anos de idade e conta que a rotina da maternidade em todas as gestações já não era novidade, mas que passada a euforia da descoberta, se preocupou com o processo de criação e expansão da empresa – fato diferente das outras gestações, em que ainda não tinha o próprio negócio.

A N1 Chicken foi fundada em 2017 e Lorenzo, terceiro filho de Luciana, nasceu em 2018. Completamente envolvida no processo de desenvolvimento da marca e criação da franqueadora, a diretora financeira e sócia decidiu que desta vez, diferentemente das outras, não utilizaria o seu direito de licença maternidade.

Eu não queria deixar de participar do processo de expansão da N1, pois idealizamos todos juntos esta etapa. Sabia que seria importante para nós que eu estivesse envolvida e não me sentiria satisfeita se não fizesse parte deste momento. A decisão veio do meu instinto de empreendedora, empresária, mãe e mulher. Resolvi imediatamente, após descobrir que estava grávida, que não iria me ausentar. Como tenho outros dois filhos, sabia que não seria fácil, mas que eu conseguiria conciliar os cuidados com o bebê e continuar exercendo o cargo

O ingresso da marca no franchising se deu após seus fundadores testarem o modelo de negócio – que foi desenvolvido com foco no delivery. O investimento inicial para a criação do N1 Chicken, incluindo desde a implantação da unidade piloto e todos os estudos para criação do modelo de negócio foi de R$ 100.000. Hoje a rede possui um faturamento de R$18 milhões. Para se adquirir uma unidade é preciso de investimento de até R$ 94 mil e o faturamento médio mensal é de R$ 60 mil.

Luciana, aconselha as mães a serem seguras de seus atos, “quanto mais determinadas estamos, mais isso reflete nos nossos filhos. Se eles nos veem felizes, eles também se sentem assim. Conversem com eles e demonstrem que o trabalho também está sendo importante para você, que você optou por isso, que isso lhe traz uma satisfação pessoal e profissional. Confesso que tiveram momentos cansativos, de desgaste natural, devido à situação, mas com o apoio de pessoas próximas, com determinação, amor pelos meus filhos e a paixão pelo trabalho, eu consegui conciliar”, completa a empresária.

A Associação Brasileira de Franchising afirma que o crescimento do setor de franquias em 2019 foi cerca de 6,9% em faturamento e de 5,1% em unidades franqueadas e empregos gerados. Já o volume de redes em operação no País deve ter um leve crescimento de cerca de 4,8%.

Sobre o N1 Chicken
O N1 Chicken é uma marca brasileira, trabalha exclusivamente com delivery e se apoia em três pilares para conquistar um número cada vez maior de clientes: criatividade, colaboração e simplicidade. O carro chefe da marca é a produção de frango frito, preparado a partir de alimentos e condimentos de alta qualidade: temperos exclusivos, 100% naturais e de origem brasileira.