Header Ads

Últimas

Devido ao COVID-19, redes de franquias começam a adaptar a rotina para minimizar os impactos

Por: Redação

A Organização Mundial de Saúde decretou pandemia em relação ao novo coronavírus – COVID-19. A orientação da OMS é de que a população evite sair de casa e ficar em aglomerações. Em diversos estados do país, governantes decretaram quarentena por duas semanas para evitar a proliferação do vírus.

Com isso, os comércios passaram a ver o movimento diminuir. Ainda não há uma perspectiva de melhora, por isso, muitas redes passaram adotar métodos emergenciais para que os danos sejam menores possíveis.

Além da orientação de isolamento feita pela OMS, outras medidas de prevenção como utilização de álcool em gel e maior distanciamento em filas estão sendo seguidas pelas redes. Porém há medidas mais especificas para cada segmento, confira:

Serviços Educacionais

O Instituto Gourmet, maior rede de franquia de ensino gastronômico do país, adotou algumas medidas para seguir a orientação da OMS. Na franqueadora, a maior parte do serviço está sendo feito via home office e nas unidades, a orientação é de que os colaboradores trabalhem em formato de rodizio fora do horário de pico, evitando assim, aglomerações no transporte público.

Já em relação aos alunos, a orientação da franqueadora é que cada unidade comece a preparar pequenas pílulas diárias para suprir a falta de aula presencial. A ideia é continuar passando informações e demandas para os alunos.

Para Gláucio Athayde, sócio diretor do Instituto Gourmet, esse momento é crucial para que as franquias minimizem os danos causados pela quarentena. “Nesse momento é necessário ter uma maturidade empresarial para tomar decisões racionais para enfrentar crises”, comenta.

A rede, que hoje pertence a Holding SMZTO, já está estudando a possibilidade de criar aulas EAD. Gláucio aconselha que durante esse período os franqueados analisem melhor a demanda de cada unidade e tentar negociar alugueis, compra e venda de materiais e a possibilidade de férias coletivas.


Alimentação

Nem tudo vai mal, dentre todos os setores do franchising o de alimentação com foco no delivery tende a crescer muito nesse período. Isso por que, com o aumento da população em casa, muitas pessoas passam a comprar alimentos com entrega rápida, evitando assim, restaurantes e supermercados lotados.

O N1 Chicken, rede de franquias focada em delivery de frango frito, já prevê um crescimento de 45% nas vendas até o final do mês de março. “Desde a primeira semana que foi aconselhado a quarentena, nossas vendas cresceram consideravelmente”, comenta Luiz Henrique Castro, gerente de expansão da marca.

Além disso, a rede criou uma cartilha de recomendação para instruir os franqueados a disponibilizarem álcool 70% a toda equipe da unidade, higienizar as máquinas de cartão depois de cada uso e reforçando o uso de máscaras e luvas, algo já de costume. “Criamos também posts de conscientizar aos nossos clientes, informando que, após o contato com nossos motoboys e antes de consumir o pedido, lavar as mãos com água e sabão”, finaliza.

Serviços de Crédito

As empresas que fornecem esse serviço, normalmente, o preferem realizar pessoalmente, mas em tempos como esse, empresas como a MTCred, rede de franquias especializada em crédito consignado, mudou totalmente sua abordagem. Tendo em vista que seu principal público consiste em aposentados e pensionistas idosos, os serviços da empresa passaram a serem digitais, em boa parte da companhia.

"Tendo em mente as unidades franqueadas que não possam mudar a sua abordagem, será encaminhado cartazes com orientações de prevenção e combate a pandemia e disponibilizando álcool em gel para funcionários e clientes” afirmou Raniery Queiroz, fundador da empresa.

Serviços
Assim como o setor de alimentação que ofereça serviços via delivery, o setor de ar condicionado também será um grande aliado da população durante o período de quarentena. A importância de ter um ar sempre limpo e saudável é essencial para que as pessoas fiquem mais confortáveis em suas residências.

A Doctor Frio, rede de franquias especializada em climatização de ar e manutenção, já mudou todo seu sistema operante, ele passou a ser inteiramente digital. Todos aqueles que queiram contratar os seus serviços, poderão entrar em contato com eles através das redes sociais, ou ate mesmo, pelo aplicativo da Doctor Frio.

Já a Primicia, rede de franquias de acessórios de viagens passou a fazer vendas online pelo Instagram de cada loja.


Beleza e Bem-Estar

Um dos setores que tiveram que se atualizar e se precaver foi o setor de beleza e bem-estar, O Espaço Nails by Kelly Nogueira, rede de franquias especializada na estética das unhas, que está presente em diversos shoppings em São Paulo. Após a decisão da Prefeitura e do Governo da cidade, de encerrarem as atividades das lojas e shoppings, ela teve suas unidades reduzidas em apenas duas, já que os Shoppings Aricanduva e o Internacional de Guarulhos, irão manter suas portas abertas.

Para evitar que o vírus se propague mais, os serviços serão realizados com o uso de máscaras e luvas de proteção – que já eram utilizadas, mas que agora serão reforçadas –. O atendimento prestado em cada cliente terá a distancia de uma poltrona, evitando assim, que elas fiquem próximas. “Não deixarei nenhuma cliente sem assistência, para todas aquelas que frequentam as minhas lojas que não estarão abertas, irei providências vídeos para ajuda-las com as manutenções e cuidados com as suas unhas, sejam elas alongamentos ou naturais” afirmou Kelly Nogueira, CEO da empresa.