Header Ads

Últimas

Especialista e Franqueadores contam sobre a importância de conhecer e testar o negócio antes de franqueá-lo



Por: Redação

Franquear um negócio pode ser um dos métodos mais seguros e rentáveis para expandir um empreendimento. O segmento de franquias possibilita ao Franqueador expandir seu negócio para todas as regiões do país a partir de um modelo de negócio já testado, geralmente por uma unidade piloto. Especialista e franqueadores contam através de relatos do histórico de suas próprias redes, como é importante seguir um passo a passo e ter cautela para expandir e obter sucesso no franchising. 

Para o especialista em franquias Lucas Atanazio Vetorasso, sem dúvida, a parte mais importante para ingressar no modelo de franchising é testar a unidade piloto. “É nela que são colocados em testes todos os processos operacionais, além dos produtos e serviços oferecidos. Toda a parte operacional da franquia deve estar muito bem desenvolvida, para então poder ser manualizada e servir como base para treinamentos.  Além disso o mercado tem uma absorção própria para cada tipo de negócio e é importante entender sobre suas rotas antes de franquear um modelo de negócio”, comenta.

Há sete anos no mercado, o Instituto Gourmet testou seu modelo de negócio por três anos antes de começar o processo de expansão. Em 2014, Lucilaine Lima e Robson Fejoli criaram a primeira unidade da rede de ensino profissionalizante em gastronomia e, com a ajuda de Glaucio Athayde, começaram a testar o modelo. 

“Ficamos operando unidades próprias por três anos: eram três unidades em dois estados – Espirito Santo e Rio de Janeiro. Nós sabíamos do potencial do negócio, mas queríamos fazer todos os testes, porque era a primeira vez que atuaríamos na área de gastronomia”, conta Glaucio. Ele e Robson já possuíam experiências como franqueados da Embelleze. 

Já a rede de franquias N1 Chicken, especializada em delivery de frango frito, demorou cinco anos até inaugurar a primeira unidade da rede. Rafael Matos e Victor Abreu passaram a pesquisar como funcionava o mercado de franchising no segmento de alimentação e perceberam que muitas redes possuíam um plano de negócio muito complexo para o franqueado. “Chegamos à conclusão de que precisaríamos, antes de qualquer coisa, ser um franqueado para entender na prática como o mercado funcionava”, comenta Rafael.

Depois de um ano e sete meses como franqueado, os dois empreendedores com o auxílio de Luciana Sarres, Felipe Sarres e Thiago Salla, tiveram a iniciativa de alugar um ponto para dar início ao que hoje é a N1 Chicken. “Ficamos um ano de portas fechadas ao público, pesquisando e testando tudo para criar o melhor frango frito e a melhor gestão de delivery do país”, afirma.

Tendo sua unidade piloto fundada em 2017 e a franqueadora criada em 2018, a rede viu que toda a espera valeu a pena para que o crescimento da marca fosse consistente. “No primeiro ano, comercializamos 33 unidades, fechamos 2019 com 104 unidades e hoje temos 137 unidades com mais prospecção mesmo diante a crise”, comenta.

Além do cuidado para franquear um negócio, é necessário cautela e muito estudo para investir em uma franquia. Atanazio explica que para se ter sucesso nessa área é importante analisar alguns pontos. “Primeiramente, o investidor precisa se identificar com o modelo escolhido, isso ajudará na parte operacional, depois é importante fazer muitas pesquisas de mercado, conhecer a praça escolhida, se não há saturação no mercado, sazonalidades, etc”.

Glaucio conta que o Instituto Gourmet já passou por um caso de franqueado que não conseguiu se organizar financeiramente e não seguiu as orientações da franqueadora. “Infelizmente, ele não conseguiu explorar todo o potencial da praça e repassou a unidade, em poucos meses o novo investidor fez a unidade entrar em 1º lugar no ranking de faturamento a nível Brasil e está no topo até hoje”.

Com o N1 Chicken não foi diferente, um investidor também pediu repasse da unidade e a franqueadora buscou um novo franqueado para assumir a loja. Após três meses, os resultados surpreenderam e a loja hoje fatura mais que a rede. 

O especialista Lucas ressalta ainda, que apostar no segmento de franquias não é garantia de sucesso. “É importante ressaltar que uma marca forte aliada à um produto ou serviço já disseminado entre o público-alvo faz toda a diferença na construção de força do negócio, mas sem uma boa gestão, não traz garantia de sucesso”, finaliza.