Header Ads

Últimas

Mesmo com crise, brasileiro gasta cerca de 32,8% de sua renda em alimentação fora do lar

 


Investimento no setor, pode ser negócio certeiro

Por: Redação 

Mesmo com o país em crise, pedir comida via aplicativo está ficando cada vez mais frequente na vida do brasileiro. A diversidade de refeições como fast foods, porções e lanches agradam todos os tipos de clientes. Segundo a última pesquisa do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – o brasileiro gasta cerca de 32,8 % de sua renda com alimentação fora do lar.

 

O setor de alimentação possui um grande potencial de mercado em todo mundo, como comprova o estudo da Associação de Bares e Restaurantes – Abrasel – que mostra um crescimento acima de 10% no mercado de gastronomia nos últimos anos. Isso pode ser uma consequência da vida moderna do trabalhador brasileiro, atrelada à falta de tempo.

 

As refeições prontas estão sempre em alta entre os adeptos da alimentação fora do lar e sabendo que o setor alimentício só tende a crescer, muitas pessoas passaram a investir nele. Como o caso do empresário Jhonathan Ferreira, que cansado da falta de opções por refeições brasileiras via delivery, decidiu criar o primeiro restaurante de comida brasileira servida na caixinha.

 

No mercado desde 2013, o Brasileirinho Delivery foi criado com o objetivo de inovar o mercado de alimentação. Pioneira em servir comida típica brasileira in box, na caixinha, a marca garante frescor, sabor e qualidade nos alimentos servidos.

 

“Nosso cardápio conta com diversos pratos de várias regiões do país, levando assim, sabor para os nossos clientes”, comenta Jhonathan Ferreira.