Header Ads

Últimas

Vendas pelas redes sociais devem crescer no Natal


Grupo BITTENCOURT explica vantagens do social commerce - aposta dos pequenos e médios empreendedores para alavancar as vendas


Por: Redação 

Diante do novo consumidor, com hábitos mais conectados trazidos pela Covid-19, a expectativa do varejo para o Natal é que as vendas sejam mais digitais este ano. Neste cenário, o uso das redes sociais utilizadas como ferramenta de venda, prática conhecida como social commerce, também deve crescer, principalmente entre os pequenos e médios empreendedores, segundo Lyana Bittencourt, diretora executiva do Grupo BITTENCOURT - consultoria especializada em desenvolvimento, expansão e gestão de redes de franquias e negócios. 

 

"A restrição de vendas presenciais impostas pelo isolamento social impulsionou os pequenos negócios a migrarem para redes e pensarem em novos canais de venda para manter o caixa e fazer a manutenção da relação com os clientes. No Natal, próxima grande data do varejo, isso deve ser intensificado. Além de ser uma forma popular e rápida de utilizar a rede de relacionamento das equipes para fomentar as vendas, utilizar as redes sociais traz uma efetiva aproximação com os clientes. O WhatsApp é uma boa plataforma de vendas, afinal, hoje é quase impossível achar alguém que já não a utilize em seu dia a dia", comenta.

 

A simplicidade da operação e a velocidade são as principais vantagens. Como o contato é "um a um", o vendedor consegue construir um relacionamento mais próximo e direto com o consumidor, no qual ele pode oferecer determinado produto que seja mais adequado para o cliente no momento. As vendas acabam sendo mais efetivas justamente pela atenção dedicada e foco em atender a necessidade do consumidor.


Ainda de acordo com a especialista essa nova ferramenta deve ser mais um canal de venda, mas não exclui os meios tradicionais apenas os potencializa. "É importante lembrar que o consumidor do futuro vai exigir ainda mais dinamismo das marcas. Isso não significa que o comércio tradicional vai acabar. As empresas podem operar em diversos canais de forma tão espontânea que o consumidor nem consiga distingui-los e, dessa forma, o online traz ainda mais visibilidade para o offline", conclui.

Sobre Lyana Bittencourt

Diretora Executiva do Grupo BITTENCOURT com mais de mais de 20 anos de experiência na área, atua na expansão e desenvolvimento de franquias e redes de negócios no Brasil e no exterior. Lyana é graduada em administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e pós-graduada em MBA Executivo Internacional pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Em 2013 foi nomeada embaixadora brasileira da International Franchise Association – IFA. Também é Membro do Instituto Capitalismo Consciente Brasil e co-autora do livro "A Construção de uma marca com propósito", de Marlin Kohlrausch.